Depoimentos

A Ana Paula tem uma forma de escrever muito gostosa e fluída – quem trabalha com texto sabe o quão difícil é ter domínio técnico e dosar a sensibilidade. Observadora e excelente ouvinte, consegue traduzir cenas e narrar situações que a outras pessoas passam despercebidas. No mais, um bom humor e sorriso garantidos.

Ana Rüsche, escritora

Ana Paula é uma dessas mulheres que conta como método a própria vida, como jornalista,
ativista, mulher e poeta, de olhar e peito sensível ao cotidiano, leve ou trágico.

Marcia Matos, poeta, psicóloga e artista visual

No textos de Ana Paula temos o raro encontro de aguçada repórter com sensível poeta.

Elisa Andrade Buzzo, editora

Não sei bem como explicar isso, também não sei como aconteceu direito, mas acho que foi com sensibilidade e muita generosidade que a Ana encorajou e desbloqueou a minha escrita. Isso não é pra qualquer um.

Vanessa Vascouto, escritora de primeira viagem finalizando seu primeiro romance

No curso que fiz com a Ana, Escrita Autobiográfica, pude acessar novas formar de pensar e me inspirar para escrever. Totalmente diferente de todos os cursos que já tinha feito, foi um processo livre, intimista e profundo.

Paula Baselice, redatora

A pessoa mais bem humorada e companheira que alguém pode querer como parceira num trampo.

Cris Pino, designer

O mais marcante, para mim, ao trabalhar com a Ana, é a sua capacidade de compreensão humana, presente tanto nas relações quanto nos resultados do trabalho. É uma grande ouvinte, que opera com critérios e sem julgamentos, e talvez venha daí a força e a intensidade das suas histórias.

Carolina Pezzoni, jornalista

Fiz a oficina Sua vida dá um livro? com a Ana num momento muito significativo pra mim. E o que posso dizer é que a partilha foi linda, intensa e as conexões que ali fizemos são pra toda uma vida.

Delza Carvalho, jornalista e RP

Ana Paula tem texto fino, elegante e muito, mas muito inteligente. Outra qualidade de Ana é a criatividade! Ela faz das pautas mais simples algo incrível que, se você não sabia ou conhecia, fica com vontade de ir até o fim para se atualizar, tudo isso graças a sua prosa poética, sensibilidade e inteligência.

Marina Pecoraro, jornalista